O preço da verdade é a solidão

Cada um de nós precisa fazer uma escolha dificílima na vida — a escolha entre a mentira e a verdade. Escolher a mentira traz uma série de vantagens, pois o príncipe deste mundo (o cara que dita as regras por aqui) é ninguém menos do que o pai da mentira. O problema com essa opção está na sua consequência última; pois o salário da mentira é a morte, não a simples morte física, mas a morte da alma.

Continue lendo “O preço da verdade é a solidão”

A estrada menos percorrida

a estrada menos percorrida - jesus cristo

Qual então é o caminho que leva a vida? A porta estreita, a estrada menos percorrida, a sabedoria alternativa de Jesus. Ela tem duas dimensões intimamente relacionadas. A primeira é o convite para conhecer o Deus misericordioso e uterino, em vez de como a origem e a perpetuação de obrigações, limites e divisões da sabedoria tradicional (não importa se judia, cristã ou secular). A segunda é o convite a uma trajetória que se afasta da vida baseada na sabedoria tradicional em direção a uma vida que é cada vez mais centrada em Deus. A sabedoria alternativa de Jesus encara a vida religiosa como um relacionamento que se aprofunda com o Espírito de Deus, não uma vida de obrigações e recompensas.

Continue lendo “A estrada menos percorrida”

CONFORTARE ESTO VIR

“CONFORTARE ESTO VIR” significa “sê corajoso, porta-te como homem (1Rs 2,2).”

Bertrand Russell, membro da Escola de Frankfurt, é autor de uma observação que vale ser citada aqui, para que se saiba desde o início o que é que enfrentamos: “Usando técnicas psicológicas para ensinar às crianças, seremos capazes de produzir a convicção de que a neve é preta!”

“Usando técnicas psicológicas para ensinar às crianças, seremos capazes de produzir a convicção de que a neve é preta!”

Faz-se necessário salientar (de forma muito breve e superficial) que a Escola de Frankfurt foi um mecanismo criado por marxistas para a realização de pesquisas na área da psicologia, com vistas a melhor aplicar o marxismo na cultura e, então, facilitar a destruição dessa mesma cultura desde o seu núcleo, sem que os cidadãos se apercebessem do processo. Continue lendo “CONFORTARE ESTO VIR”